Capa » Notícias Gerais

3 de Novembro de 2017 às 09:27

Academias: SENALBA-MS em articulação com instrutores e auxiliares administrativos

Desde outubro, o SENALBA-MS realiza visitas aos profissionais Instrutores e administrativos das academias de ginástica, musculação e demais empresas voltadas às atividades físicas. Com informativo, os representantes do sindicato esclarecem dúvidas e enfatizam a importância do sindicato para a manutenção dos direitos e novos benefícios à categoria.

De acordo com a presidente do SENALBA-MS, Maria Joana Barreto Pereira, o objetivo é dialogar com os trabalhadores.  “Nosso objetivo aproximá-los do sindicato, é destacar que têm um sindicato forte e representativo com o qual podem contar. Mas, também, temos o intuito de - por meio de ofício - chamar a atenção dos proprietários para o cumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria”, explica.

Durante os últimos anos, o SENALBA-MS empenha-se  por melhores condições de trabalho aos instrutores por meio da Convenção Coletiva de Trabalho, tanto que o piso salarial da categoria teve aumento significativo com mais de 100% de reajuste nos últimos 5 anos. “Podemos conquistar muito mais benefícios, mas, para isso, é preciso que a categoria esteja unida, que participe das Assembleias, que traga suas reivindicações ao sindicato, enfim, que faça parte do SENALBA-MS”, destaca a presidente.  

Reforma Trabalhista

O Brasil passa por um momento de crise na política, e mesmo diante de todo o cenário instável com provas de corrupção de muitos parlamentares, foi aprovada a Reforma Trabalhista. O SENALBA-MS alerta aos trabalhadores que neste momento usem o senso crítico e analisem essa reforma. “Foram suprimidos direitos dos trabalhadores com possibilidade de demissões coletivas sem negociação prévia com os sindicatos, enfraquecimento da justiça do trabalho em relação á análise do conteúdo de processos sobre os instrumentos normativos do trabalho, redução do intervalo intrajornada, alterações na assistência sindical nas rescisões de contrato de trabalho (homologações), aumento no prazo para pagamentos das verbas rescisórias, contrato de trabalho intermitente, entre outros.

“É evidente que querem enfraquecer os trabalhadores, enfraquecer os sindicatos para que os profissionais percam a representatividade.  Então temos que analisar, os parlamentares estão tentando de todas as formas reduzir os direitos trabalhistas. Somente o sindicato é capaz de defender os trabalhadores, por isso, tentam limitar as instituições sindicais. É hora de mobilizar, todos os trabalhadores precisam se unir, fortalecer sua base sindical, porque se o sindicato está forte, todos os trabalhadores estarão. Temos assessoria jurídica, sede própria e toda estrutura para representar a categoria, venha conosco, em defesa dos trabalhadores”, ressalta Maria Joana.

Fonte: Adriana Souza Miceli - SENALBA-MS


K Outras notícias